24.5.08

Matemática do Tempo




Hoje percebi:
Não sou tão frágil quanto pensam,
Nem tão forte, quanto deveria ser...

Mas a força é uma equação,
que só o tempo
Há de resolver.

O tempo é um fio de cordas,
Onde nos penduramos e nos equilibramos,
Entre momentos, horas, dias, numa só vida,

Caminho, sou caminhante do futuro.
O passado é apenas escuridão,
Onde habitam fantasmas.

O presente é uma armadilha inexata:
Nos arrastamos nele
E achamos que o presente é só agora...

O presente é o mais engraçado
dos três personagens.
Nele o tempo parece que nunca passa...

Sem perceber a vida
toda passamos nele.
E nele passamos dessa vida.

O futuro é o anuncio,
do antes, agora e sempre, aquilo
que insistimos, em chamar de presente
.

Não pereças na caminhada,
Ainda há uma longa jornada,
Cresças forte.
.
.
.
Deborah Caridade

2 comentários:

Roger_Nat disse...

Belo belo belo !

Tham Tham disse...

Mto lindo amiga...=)
Ahh minha vontade é comentar em tuuuuuudo!

Bem Vindo =)

Aqui estão algumas poesias e textos de minha autoria. Fique à vontade para passear pelo blog, comentar nas postagens e visitar os links de outras páginas especialmente selecionados.

Amo escrever aqui e na correria de sempre, que é muita (como toda criatura urbana), volta e meia ele fica um pouco desatualizado. Mas busco atualizá-lo sempre que possível, não tenho uma frequência exata, mas em respeito a quem acompanha e visita, ao menos uma postagem por mês ou semana você encontra por aqui!

.*Obrigada a quem visita*.*.